Notícias

Castro – PR: A “Cidade Mãe do Paraná” reelege produtor agrícola com 67% dos votos

Lelé Arantes

Aos 50 anos, Moacyr Elias Fadel Junior, produtor agropecuário nascido em Ponta Grossa, do Patriota, se reelege prefeito de Castro com 25.298 votos, com 67,19%. Seu vice-prefeito é o advogado Álvaro Telles, de 62 anos, nascido em Palmas-PR, filiado ao PSL, partido que compôs a coligação vitoriosa juntamente com o Patriota, PSC, PODE, PP e PROS. O grupo elegeu nove dos 13 vereadores, sendo três do Patriota, três do PSC, dois do Podemos e um do PP. Os vereadores do Patriota são Miguel Zahdi Neto, o Neto Fadel; Joel Elias Fadel e Jose Otavio Nocera, o Zé Nocera.

O prefeito reeleito de Castro, Moacyr Fadel. (Foto extraída do site https://www.vigilantesdagestao.org.br)
O prefeito reeleito de Castro, Moacyr Fadel. (Foto extraída do site https://www.vigilantesdagestao.org.br)

Localizado a 159 quilômetros de Curitiba, o município de Castro tem 71,809 habitantes, segundo estimativas do IBGE para 2020. Está na região de Ponta Grossa e tem um território de 2.531,502 quilômetros quadrados, dentro do qual estão os distritos de Abapã e Socavão e as comunidades quilombolas de Tronco, Limitão e Mamans. Capital nacional do leite, seu PIB per capita é de R$ 37.188,13 (6.912,29 dólares, cotação de 21/11/2020), sendo o quarto maior da sua região e o 83º maior do Paraná. Sua média salarial é de 2,7 mínimo e sua taxa de população ocupada é muito maior que a média dos municípios brasileiros: 23,8%. O nível de pobreza, de pessoas que vivem com até meio salário mínimo, também é alto, chega a 36,2%.

O IDH de Castro também é alto, registrando 0,703; é o 1.811º do país, assim como seu IDEB também é satisfatório, acima da média nacional: 6,8. Na saúde, o município registra 11,58 mortes por nascidos vivos. O prefeito Fadel tem o desafio de melhorar seus índices que já são bons. Na área de saneamento, Castro atende 98% da população urbana com água tratada; 82% tem afastamento de esgoto e 99% do lixo do lixo são coletados.

No período da Revolução Federalista, de 1893-1894, Castro tornou-se temporariamente a capital interina do Paraná, de 18 de janeiro a 18 de abril de 1894, por causa da invasão de Curitiba por tropas gaúchas. Ela é considerada a “Cidade Mãe do Paraná”, porque foi o primeiro município instituído na Província do Estado, em 1857. Atualmente, é o maior produtor de calcário agrícola da América Latina e ostenta o título de Capital Nacional do Leite.

Na área do turismo, a cidade tem muito o que mostrar, como o terceiro maior moinho do mundo, instalado no Centro Cultural da Castrolanda; a Casa da Praça, construída em 1870, a Casa da Sinhara que apresenta um acervo histórico feminino retratando o cotidiano das mulheres castrenses nos séculos XVII a XIX; o Museu do Tropeiro, a Igreja Senhora de Santana, a Fazenda Capão Alto, tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual; a Colônia Terra Nova, o Canyon Guartelá, o Parque Lacustre, a Prainha, o Complexo Histórico Cultural Judith Carneiro de Mello, o primeiro Jardim de Infância do Brasil, fundado por Emília Erichsen e as grutas do município com vários espeleotemas, como as estalactites e estalagmites.

 

Fonte: www.fen.org.br

 

 

Mostrar mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo